fbpx

Os 5 erros mais comuns na gestão do seu consultório, espaço ou clínica

Muitos profissionais ao se formarem tem aquele desejo de abrir seu próprio consultório, espaço ou mesmo uma pequena clínica. Isso pode começar apenas alugando horários em algum local ou dividindo o espaço com outros colegas de profissão. A verdade é que diversas profissões já nascem como autônomos, psicólogos, médicos, fisioterapeutas, dentistas, advogados e etc.

Porém, independentemente do tipo de profissional que você é, existe uma regra básica no mercado: não cometa erros de gestão.

Óbvio que no início de uma caminhada é comum que alguns erros aconteçam, contudo, alguns deles podem causar sérios problemas ao longo do tempo, podendo, inclusive, comprometer sua saúde financeira.

Por isso, neste post, vamos tentar mostrar quais são os erros mais comuns quando uma pessoa resolve começar uma carreira como profissional autônomo. E também sugerir como corrigi-los o mais rápido possível. Confira!

1. Deixar de lado o planejamento financeiro

Essa é falha número um de praticamente 90% dos profissionais sejam eles autônomos ou não. Ser um profissional liberal não significa que sua vida financeira precisa ser bagunçada e sem planejamento. A vida de um profissional autônomo é diferente da rotina de um profissional registrado em CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas). O primeiro é diretamente responsável por captar os recursos, o que pode variar de mês a mês, e isso torna ainda mais importante ter um planejamento financeiro adequado.

Para o autônomo, é importante que ele tenha uma reserva de emergência, para que em tempos de recesso ele consiga superar as dificuldades financeiras.

2. Misturar as finanças pessoais com as profissionais

Muitos autônomos não costumam separar as finanças pessoais das profissionais, e essa prática afeta diretamente a saúde do seu negócio. Sim o seu espaço, consultório, sala de atendimento é um negócio sim! Se não houver essa separação é impossível calcular corretamente o panorama financeiro, mascarando muitas vezes os resultado do trabalho. Pode parecer que você tem um cenário muito positivos, porém os lucros não aparecem.

3. Não criar uma rotina de gestão

Você é seu próprio chefe, mas isso não significa que não seja necessária uma rotina. Deixar os processos muito bem definidos evita desperdícios, além de economizar tempo.

Como o autônomo é o responsável pela grande maioria das atividades, se ele não agir de forma regrada, seu negócio pode entrar em falência, ocasionando inclusive o endividamento pessoal. Por isso, utilize softwares de gestão. Eles ajudarão a organizar toda a rotina gerencial dos negócios. Será possível emitir relatórios que indicarão a realidade das finanças. Além de um sistema adequado, é prudente organizar o fluxo de caixa, provisionando e registrando todas as receitas e despesas.

4. Organizar e manter seus registros de atendimentos

A manutenção sempre atualizada dos registros de atendimento é extremamente essencial para a boa prática profissional. Na verdade, a boa manutenção desses registros clínicos deve permitir a continuidade de todos os cuidados e facilitar a comunicação existente entre o profissional e seu cliente/paciente.

Consequentemente, praticamente todos os registros devem estar atualizados, quando necessário, e também de fácil acesso, como por exemplo, acessível por sistemas de gestão Web. Por isso é tão  importante encontrar o melhor software que se ajuste à sua prática.

5. Não utilizar um sistema de gestão

A gestão tende a melhorar consideravelmente com a implementação deste tipo de software. Por exemplo:

  • o controle que é exaustivo e manual, passa a ser realizado em todos os serviços prestados aos clientes/pacientes de forma automatizada, melhorando a qualidade de sua permanência e tratamentos;
  • os registros detalhados e dados estatísticos sobre os clientes/pacientes podem ser obtidos mais rapidamente e de praticamente qualquer lugar em que você esteja, diferentemente do uso do papel com informações sobre pacientes;
  • os custos derivados da manutenção do seu espaço serão registrados de forma mais fácil permitindo um gerenciamento financeiro eficiente;

E, por fim, uma das maiores vantagens com as quais os sistemas de informação proporcionam à gestão é a segurança, que sempre estará protegidos por um sistema de qualidade desenvolvido pelos melhores profissionais.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook